French
Portuguese

Primeiro domingo da Quaresma - Irmã Mary Owens

Ao Senhor teu Deus adorarás, só a Ele prestarás culto

Neste Primeiro Domingo da Quaresma, somos convidados a olhar para Jesus que começa a cumprir a vontade de Deus para consigo – o sacrifício último da sua vida por nós.

Uma segunda vez desde que dera início à sua missão – sendo a primeira quando foi batizado, tal como qualquer outro, no rio Jordão – Jesus manifesta a sua humanidade deixando-se tentar por Satanás. Tal como pode acontecer connosco, Satanás aproveita um momento em que Jesus está necessitado, “sentiu fome”, para procurar que Ele sucumbisse à tentação: “manda a esta pedra que se transforme em pão”. A resposta de Jesus está alicerçada na fé: “Nem só de pão vive o homem”. O que sou tentado a fazer quando estou necessitado, quando tenho um problema financeiro, quando estou confrontado com um problema familiar que esperam que eu resolva, quando sou estigmatizado devido à minha condição de saúde? Sou tentado a pôr em risco a minha integridade? Sou tentado a entrar em depressão, isolando-me em vez de confiar na Providência de Deus na minha vida?

A segunda tentativa de Satanás de levar Jesus a ceder aos seus estratagemas consiste em invocar o desejo humano de possuir. Todos nós desejamos legitimamente possuir aquilo de que necessitamos para levar uma vida plena e desenvolver o nosso potencial. A tentação está sempre ali para “o mais”. Jesus demonstra o apelo que Deus dirige a cada um de nós para que discirnamos “o suficiente”, tendo Deus como prioridade na vida. “Ao Senhor teu Deus adorarás, só a Ele prestarás culto”. No nosso mundo consumista que julga que o ser humano é todo-poderoso e não precisa de Deus, sou tentado a satisfazer o meu anseio pelo que é eterno enchendo-me de bens materiais? Ou acredito que “os nossos corações estão inquietos enquanto não repousam em Deus”?

A última estratégia de Satanás é desafiar Jesus a demonstrar o poder que tem enquanto Filho de Deus: “atira-te daqui a baixo”, citando a Escritura em apoio do seu desafio. Mais uma vez, Jesus é fiel à sua encarnação como um ser humano e não se opõe ao plano de Deus para consigo: “Não tentarás o Senhor teu Deus”. Sou tentado a usar o meu poder para as minhas habilidades, ou para desrespeitar a dignidade e os direitos dos outros?

Ao refletirmos no exemplo de Jesus no evangelho de hoje, que a nossa fé se possa fortalecer acreditando que Deus estará connosco quando enfrentamos tentações nas nossas vidas.

A Ir. Mary Owens, diretora da casa das crianças de Nyumbani, IBVM; Instituto de Auxílio a Crianças de Deus (COGRI), Nairobi, Quênia